Melhorias implantadas no HDS após gestão da AGIR no hospital são elogiadas por especialistas da saúde

Transformado em hospital após a extinção da política de segregação dos portadores de hanseníase no Brasil, o Hospital Estadual de Dermatologia Sanitária e Reabilitação Santa Marta – HDS, unidade da SES-GO, passou por profundas mudanças desde que a AGIR assumiu a unidade, em dezembro de 201

Para quem tinha como lembrança do hospital apenas as características do tempo da extinta Colônia Santa Marta, ver a estrutura e o atendimento realizados hoje, causa surpresa.

“Voltar ao HDS depois de tantos anos e ver o que estou vendo aqui me causa surpresa e emoção. Fiquei extremamente feliz em ver a transformação do hospital, não só na sua estrutura física, mas também na qualidade do atendimento dispensado aos pacientes. É outro hospital, outra perspectiva de unidade de saúde”, declarou a médica e professora da faculdade de medicina da UFG, Dra. Cacilda Pedrosa de Oliveira.

A especialista esteve no HDS para ministrar a palestra “Desafios éticos em cuidados paliativos” durante a VI Jornada Científica do hospital. A também palestrante, médica e professora da faculdade de medicina da UFG, Dra. Elisa Franco de Assis Costa, também fez questão de elogiar a transformação do hospital.

“Conheço o HDS desde a época em que existia a Colônia Santa Marta. Há mais de 10 anos não vinha aqui. Hoje fiquei profundamente surpreendida com o resultado do trabalho que está sendo realizado pela nova gestão do HDS. O cuidado com os moradores da extinta Colônia me chamou bastante atenção, vocês primam pela qualidade e pelo bem-estar desses pacientes”, disse.

Desde que a AGIR assumiu a gestão do HDS, em dezembro de 2013, até o fim do primeiro semestre de 2019, o hospital realizou mais de dois milhões de procedimentos. Dentre eles estão atendimentos médicos (218.662), atendimentos multiprofissionais (538.637) e atendimentos odontológicos (52.735).

Colônia Santa Marta
Fundada em 1943, a Colônia Santa Marta era uma instituição criada pelo Governo do Estado para o isolamento e tratamento de pessoas acometidas pela hanseníase. Na época, o local era conhecido como leprosário.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

Contato
AGIR AGIR
Fone: (62) 3995-5407
Av. Olinda com Av. PL3, Qd. H4 Lt 1,2,3 Ed. Lozandes Corporate Design, Torre Business, 20° Andar, Parque Lozandes.
Goiânia - Goiás
CEP: 74884-120
agir@agirgo.org.br
CRER CRER
Fone: (62) 3232-3232 / 3232-3000
Av. Vereador José Monteiro, 1655, St Negrão de Lima.
Goiânia - Goiás
CEP: 74653-230
crer@crer.org.br
HDS HDS
Fone: (62) 3201-6400 / 3201-6437
GO 403, Km 08, Colônia Santa Marta.
Goiânia - Goiás
CEP: 74735-600
hds@hds.org.br
HUGOL HUGOL
Fone: (62) 3270-6300
Av. Anhanguera, 14527 - St. Santos Dumont.
Goiânia - Goiás
CEP: 74463-350
hugol@hugol.org.br

Convênios

Sigam nossas redes sociais

Fechar Menu